ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA

Capa do filme que já está nas locadoras

Capa do filme que já está nas locadoras

O vencedor do Prêmio Nobel de literatura, José Saramago, e o aclamado diretor Fernando Meirelles (O Jardineiro Fiel, Cidade de Deus) nos trazem a comovente história sobre a humanidade em meio à epidemia de uma misteriosa cegueira. É uma investigação corajosa da natureza, tanto a boa como a má – sentimentos humanos como egoísmo, oportunismo e indiferença, mas também a capacidade de nos compadecermos, de amarmos e de perseverarmos.
  
O filme começa num ritmo acelerado, com um homem que perde a visão de um instante para o outro enquanto dirige de casa para o trabalho e que mergulha  em uma espécie de névoa leitosa assustadora. Uma a uma, cada pessoa com quem ele encontra – sua esposa, seu médico, até mesmo o aparentemente bom samaritano que lhe oferece carona para casa terá o mesmo destino. À medida que a doença se espalha, o pânico e a paranóia contagiam a cidade. As novas vítimas da “cegueira branca” são cercadas e colocadas em quarentena num hospício caindo aos pedaços, onde qualquer semelhança com a vida cotidiana começa a desaparecer.
Dentro do hospital isolado, no entanto, há uma testemunha ocular secreta: uma mulher (JULIANNE MOORE, quatro vezes indicada ao Oscar) que não foi contagiada, mas finge estar cega para ficar ao lado de seu amado marido (MARK RUFFALO). Armada com uma coragem cada vez maior, ela será a líder de uma improvisada família de sete pessoas que sai em uma jornada, atravessando o horror e o amor, a depravação e a incerteza, com o objetivo de fugir do hospital e seguir pela cidade devastada, onde eles buscam uma esperança.

Anúncios
Published in: on 06/07/2009 at 2:20 am  Deixe um comentário  

POR UM MUNDO MELHOR.

Por um mundo melhor

Mesmo diante de todas as guerras, conflitos, preconceitos, violência e outros males que afetam a humanidade,  sempre existem motivos para acreditar no amanhã. precisamos escrever nossa historia com as melhores perspectivas possiveis. Não podemos deixar de acreditar em nossos sonhos, mesmo que muitas vezes pareçam irrealizáveis, sonhar sempre vale a pena, afianal, não custa nada sonhar. É preciso acreditar na vida e no que virá. Acima de tudo acreditemos em Deus e em seu amor pela humanidade e por nós mesmo. lutemos por dias melhores,  estejamos sempre tentando melhorar a cada dia em nossos relacionamentos com o nosso proximo, aprimorando o nosso respeito e compreenção, fazendo uma caridade*,  aumentando nossa capacidade de amar e tolerar as pessoas para construir uma sociedade mais justa e igualitária.

Se começarmos a mudar nosso mundo para buscar um mundo veremos uma boa diferença.

*caridade nao é só dar esmolas, mas sim ajudar alguem em suas dificuldade humanas

Published in: on 06/06/2009 at 4:35 am  Deixe um comentário  

LIVRO “A METAMORFOSE” DE FRANZ KAFKA

O QUE VOCÊ FARIA SE UM DIA ACORDASSE TRANSFORMADO EM UM INSETO?

Por mais bizarro que seja, vale a pena refletir a respeito dessa questão. O grande Escritor Tcheco Franz Kafka, em seu magnifico romance  “A metamorfose” narra a história de Gregor Samsa, um caixeiro viajante que, em um belo dia ao acordar, percebe que está metamorfoseado em um inseto.  Ele tenta lutar contra esta situação tão complexa e inusitada, mas aos poucos vai percebendo que não é nenhum pesadelo e que aquilo é algo irreversivel.´a partir daí ele passa a ficar trancado em seu quarto e é levado a entrar em um estado de  introspecção.  O mais interessante é quando nos colocamos no lugar de Gregor Samsa. Se refletirmos sobre nossa condição de Humano, há momentos em que parece que estamos metamorfoseados em um inseto, isso por que nos encontramos em um estado de profunda angustia com a nossa existencia. A história de Samsa é uma metafora que nos ajuda a refletir sobre as crises existencias em que muitas pessoas enfrentam. Isso porque feicharam os olhos para a vida e parecem mais que já estão mortos. Mas o que essa historia quer nos trazer é a reflexão sobre o quanto é importante refletirmos sobre o valor de nossa existencia e nao deixar pra pensar em tudo aquilo que gostaria de ter feito apenas quando estiver diante da morte. A morte muitas vezes chega a ser o momento em que as pessoas pensam mais na vida. pois quando acham que estão para perde-la é que passam a dar valor a sua vida. Grego samsa estava ali diante da morte, pois nada mais lhe restava senão esperar o dia de partir, então passou a refletir sobre tudo o que ele deixara de viver por causa de sua ignorância de não abrir os olhos pra realidade de sua existencia e ver que a vida é passageira e por isso precisamos aproveita cada momento sem adiar aquilo que pode nos fazer feliz. Precisamos abrir os olhos para o valor da vida antes que seja tarde demais. Pois a vida esta passando e se não cultivarmos aquilo que nos faz feliz, então nos angustiaremos em ver que nossa vida é um verdadeira miséria e que cada dia em que esquecemos de nós jogamos foram muita coisa boa que nos é oferecido gratuitamente para um vida de felicidade e satisfação.

Recomento que Leiam o Livro “A metamorfose ” de Franz Kafka, é um romance profundo e envolvente que nos leva a refletir sobre o valor de nossa vida.

Boa leitura.

a metamorfose

Published in: on 06/06/2009 at 4:30 am  Deixe um comentário